Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Shi

Shi

16
Ago18

A nossa Raiz | Festa da Juventude 2018 Algueirão

Shi

Agosto é o mês das festinhas de aldeia, todas têm pelo menos um dia em que se comemora qualquer coisa que nunca ninguém sabe exatamente o que. A verdade é que há uma festa na minha zona (Algueirão Mem-Martins) que é a melhor de sempre. A Festa da Juventude

 

Já vos falei uma vez desta festa mas no ano passado também não perdi a oportunidade de ir, apesar de não ter partilhado. Também já vos disse que não sou uma pessoa de ouvir músicas comerciais. Não existem muitos géneros que goste mas adoro hip hop e tenho muito orgulho nos projetos portugueses. Cresci a ouvir hip hop e sempre que tenho oportunidade gosto de assistir a um belo concerto. 

 

cartazfj.png

 

Este ano o cartaz da Festa da Juventude contava com Landim, Kappa Jotta e Bispo! Pronto, excitação na casa logo! Sabem o que é tão bom que passamos a ter que usar a palavra caraças? Foi isso que aconteceu, ótimo como o caraças. A minha história no instagram falava por si mas os concertos foram ainda mais incríveis! 

 

festadajuventude.png

 

Começou com o Landim a partir a "casa toda" pondo a plateia toda a vibrar muito facilmente. Cantou os novos êxitos como Real dimás e Bo ki ta dicidi mas também nos brindou com throwbacks a 2013. Não sou artista mas acredito que apresentar o nosso trabalho no sítio onde vivemos deve ser algo gratificante! Sentir o público todo a cantar em sintonia e a interagir da maneira como foi, é arrepiante. Há muito a dizer sobre o trabalho do Landz e prometo em breve trazer-vos uma surpresa brutal. 

 

landimkappajotta.PNG

 

A seguir, passamos do crioulo para uma abordagem diferente no hip hop tuga. Kappa Jota, trouxe de Cascais o seu talento e fez questão de dizer que estava a adorar a recepção numa zona que não é dele (já que existem tantos mitos à volta das relações entre zonas distintas)! Conheço o trabalho desde o álbum Vírus onde se encontra a minha música favorita do Kappa, Vens ou Ficas. Se não conhecem, deixo-vos já aqui:

 

 

 

Foi a primeira vez que vi Kappa Jotta ao vivo mas foi exatamente o que imaginei. Uma hora de interação e de buffet dos melhores sons do rapper. O concerto foi maravilhoso, depois uma pessoa acorda e vê uma notificação a informar que o Kappa Jotta partilhou a sua história, fica logo feliz! Já sabem que adoro hip hop mas quando vejo os artistas a dar concertos destes numa festa que não é paga, louvo aos céus tanto profissionalismo e talento. 

 

kappajottainsta.png

 

Para acabar a noite em grande, subiu ao palco o Bispo que nos presentou de todas as maneiras. Mais uma vez um brinde à sua raiz e à nossa. Já vos disse que atuar no sítio onde crescem deve ser deveras diferente? Eu cantei do início ao fim e mesmo quando não queria era impossível resistir a não o acompanhar. E eu canto muita mal mas mesmo muito mal!

 

bispo.PNG

 

 

O concerto foi fabuloso, com uma vibe sempre fixe e com o público sem vontade de o deixar ir embora. O novo single, Nós 2, foi cantado em uníssono como se tivéssemos anos de coro. Aliás, foram vários mas fiquei surpreendida devido à atualidade da música. Escusado será dizer que finalizou a noite com o êxito Mentalidade Free e agradeceu à zona que o viu crescer. 

 

 

Se há coisa que dou valor durante um concerto é a interacção, o falar com o público e fazê-lo sentir-se parte do concerto é o melhor. Isso aconteceu com os três artistas numa festa da terriola com um público maioritariamente jovem. Muitos foram os concertos em festivais que me fizeram passar de adorar para detestar o artista.  Este é o terceiro ano consecutivo que vou a esta festa e fico sempre surpreendida com o que apresentam. O espaço não é enorme, o local não é perfeito mas todos os artistas que pisaram o palco da Quinta de Santa Teresinha (nestes 3 anos) foram incríveis. Tenho muito orgulho no produto português deste estilo musical, estes músicos são verdadeiros artistas. Fazem arte com as palavras e isto devia ser mais valorizado. 

 

Deviam existir mais iniciativas destas não concordam? Desculpem a falta de fotografias e vídeos da festa mas o meu telemóvel está a querer reforma e a máquina não tem permissão para sair à rua durante a noite! Espero que tenham gostado na mesma e se tiverem oportunidade não percam um bom concerto de hip hop português. 

 

2 comentários

Comentar post

Sigam-me

Follow my blog with Bloglovin Follow

Instagram

Mensagens

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D